Seja Bem Vindos!

Eu adoraria que vocês me segui-se e deixa-se um recadinho
Thaty.

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Meus Biscuit

Me arriscando no Biscuit.






















Loja Lindinha da Lilika.

http://www.lindinhadalilika.com.br/

Dicas iniciais sobre a arte do biscuit


 Biscuit ou Porcelana Fria.

   Este espaço vai servir para conversarmos, aprender um pouco e trocarmos muita figurinha. Então chega de papo e vamos ao que interessa não é mesmo?
  Inicialmente o Biscuit era feito de uma mistura de sal, farinha e água, a chamada “pasta de sal” para se fazer trabalhos delicados que pudessem servir de enfeite. Ainda hoje se encontra pela internet receita dessa massinha que geralmente é feita para a felicidade da criançada.
   Mas a resistência dessa massa era muito baixa e a durabilidade das peças ficava comprometida, então era preciso encontrar algo que fosse mais firme. Um material que não tivesse apenas uma boa durabilidade, como também recebesse bem pintura dentre outros acabamentos.
   Quando se acrescentou outros elementos à massa ela ganhou a consistência e a funcionalidade que era preciso. Surgia então o Biscuit que também é conhecido como “Porcelana Fria”.
   Este termo é usado em muitas ocasiões e até pode confundir quem não conhece a técnica, pois a peça fica com um aspecto de porcelana, mas sem precisar ser queimada no forno, já que a massa em contato com o ar permite que a água evapore e assim seque firme.

Então aqui vão algumas dicas:

 Hoje já podemos encontrar massa pronta em diversas marcas nas lojas de artesanato, mas ainda existe quem prefira fazer em casa. E para estas meninas e meninos eu separei uma receita que aprenderemos em detalhes na próxima aula. Enquanto isso providenciem os ingredientes pois faremos juntas esse passo-a-passo:

Ingredientes:

* Amido de milho (Maizena);
* Cola Cascorez Extra (rótulo azul) ou Cola Cascorez Porcelana Fria;
* Vaselina líquida;
* Vinagre ou suco limão (age como conservante);
* Creme para mãos (não gorduroso) para sovar a massa.

   Depois de pronta, é sempre bom descansar a massa de um dia pro outro. Pode acontecer da massa “suar” no saco plástico, então basta tirar, secar com um pano e colocar em outro saco.
    Para tingir, temos hoje várias opções. Particularmente eu testei quase todas, errei e acertei muitas vezes, mas vale à pena só pelo aprendizado. São elas:
-Tinta óleo geralmente escurece bastante a massa depois de seca, mas procure ver se você não tem alergia no contato com a pele.
-Tinta pva dá um excelente tingimento e escurece 3x a cor inicial tingida
-Tinta acrílica idem a pva
- Pigmento de construção também podem ser usados em alguns trabalhos. O vermelho e o preto são excelentes e o custo é bem mais barato

Atenção: Tinta guache NÃO serve, eu disse e vou repetir. NÃO serve de forma alguma para tingir, pois a guache tem muita água e isso deixa a massa molenga e pode comprometer o seu trabalho.
  Há quem use corante alimentício e outras tintas, mas estas relacionadas foram as que até então me ajudaram e me ensinaram bastante no decorrer dos anos.
  Com a massa pronta, seja ela comprada em lojas ou mesmo feita em casa, é sempre bom guardar em um saco plástico bem fechado para que ela não resseque e assim acabe perdendo material. Depois de seca a massa não pode ser reutilizada.

  Para complementar nosso papo de hoje vão aqui mais algumas dicas:
• O creme hidratante (sem silicone) pode ser usado para alisar a peça quando você estiver modelando;

• A água também serve para alisar, mas muito cuidado na quantidade para não estragar o trabalho;

• Depois de seca, a peça pode ser envernizada com vernizes a base de água ou solvente;

• Quando a peça está seca recebe pintura por cima sem problemas;

• Alguns outros materiais como peças para bijouteria, podem ser usadas para adornar o seu trabalho e deixa-lo ainda mais bonito.


 Bom, acho que para começar está de bom tamanho, não? Se esqueci alguma coisa, podem mandar perguntas e vamos tirando todas as dúvidas na medida que formos colocando os pap aqui para vocês.

Thaty Festa e Biscuit

Vamos Falar do Biscuit

Biscuit ou Porcelana fria é a massa de modelar produzida a partir da mistura de amido de milho,cola branca para porcelana fria,conservantes como Limão ou Vinagre e Vaselina. Este tipo de massa não precisa ser aquecida para que mantenha seu formato final de modelagem e seca em contato com o ar.
O biscuit é uma massa de fácil modelagem, aceitando tingimento e pintura  com vários tipos de tintas e corantes .

*Modelagem.
A massa de biscuit é versátil e pode ser utilizada para uma infinidade de projetos. Pode-se aplicar a massa natural ou tingida, criando efeitos diferenciados de acabamentos.
Para as peças modeladas após o tingimento, será necessário preparar todas as quantidades necessárias para o projeto em cada uma das cores escolhidas, isso porque será muito difícil conseguir o mesmo tom em outro lote de massas a tingir.
Também pode ser realizada a modelagem com a massa natural (sem corante ou apenas com branqueador de massa) e ser pintada depois de seca com tinta látex, acrílica e também tinta a óleo. Alguns destes pigmentos podem também ser utilizados para tingir a massa.
A secagem da peça é feita deixando em local arejado e escorada caso exista necessidade, sobre uma superfície porosa como uma espuma ou tecido. Note que a peça encolhe cerca de 30% em suas dimensões por conta da evaporação da água, comum no processo de secagem.
Se sua peça tiver colagens, como por exemplo braços de um boneco, ou partes, faça isso com a própria cola branca, até mesmo depois de seca, e também você pode usar palitos de dente, escondidos, para fixar partes, como uma cabeça ao corpo por exemplo.
Também é válido lembrar que, a massa sempre diminui de tamanho após a secagem, por isso ao fazer suas peças lembre-se disso, se no seu trabalho você for fazer peças de diferentes etapas, deverá tomar cuidado para o acabamento não ficar desigual.

*Tingimento.
Por ser atóxica (na maioria das composições) a tinta de tecido é bastante utilizada na coloração da massa de biscuit. Outras opções são os corantes em gel ou pó específicos para esse tipo de artesanato que podem ser encontrados em casas do ramo. As tintas à base de óleo não são indicadas por conta do manuseio da massa e da possibilidade de alergias em contato com a pele. Caso utilize esse tipo de corante use luvas para tingir e também ao modelar com a massa.

Para tingir, mistura-se a tinta diretamente à massa fresca, vá apertando e misturando com as mãos até a massa ficar com a cor totalmente homogênea, pois se não for bem misturada, podem ocorrer manchas nas peças depois de secas.

A pintura também pode ser feita depois das peças secas, e o pigmento recomendado é a tinta látex. O excesso no uso da tinta (grossas camadas de pintura ou diluição excessiva da tinta) pode causar rachaduras na peça. Caso isso ocorra, lave a peça imediatamente em água corrente removendo toda a camada de tinta e seque com um jato de calor (secador de cabelos). Deve-se esperar que as peças sequem totalmente antes de pintá-las, pois a tinta pode impedir o processo de secagem e causar danos ao acabamento.

Sua pintura deve ser suave e delicada, com pinceladas pequenas, com pouca tinta, para que o seu trabalho no biscuit ou a porcelana fria não se borre com o excesso de tinta no pincel.